sexta-feira, 15 de março de 2013

Aprenda a agradar seu parceiro na cama


Como agradar homem ou mulher na cama?



Como agradar um homem, ou uma mulher na cama? Quer agradar um homem na cama? Ou agradar uma muher na cama? Neste rápido manual, aprenda a explorar todo o corpo da sua companhia na cama. Lembre-se: sexo só pode ser satisfatório quando se consegue proporcionar prazer a ambos os amantes. Nada de pressa nessa hora. Dedique-se à exploração minuciosa de cada milímetro do corpo da pessoa com quem está curtindo esses momentos de paixão e loucura. Vamos às dicas.

Primeiros contatos – Região da cabeça

Fase 1 - O beijo normalmente é o atalho para que possamos sentir a química da paixão, portanto dedique-se a eles, ora com beijinhos curtos, intercalados com olhares insinuantes, ora com aquele beijão de língua desvendando todos os segredos do(a) amante. Mordidinhas, de leve, são muito excitantes.

Fase 2 – Ainda trabalhando com a sua boca, procure pelos pontos sensíveis do(a) companheiro(a), normalmente encontrados na região do pescoço, na parte externa das orelhas, mesclando beijinhos e mordiscadinhas leves. Introduza a língua dentro da orelha dele(a), veja a reação, se arrancar suspiros é sinal que você está agradando. Repita a dose mais vezes.

Contatos intermediários – Amassos

mãos, braços, peito, barriga, bumbum, coxas e os pés. Todo o corpo humano deve ser explorado, então, após os beijos é hora de avançar o sinal!

Fase 3 – Durante a excitação provocada pelos beijos comece a usar suas mãos para estimular outras áreas do corpo de sua companhia. Abraçe-o(a) mais forte, como se tivesse convidando-0(a) para unirem-se num só corpo (é muito gostoso). Aproveite-se desse momento e deixe sua mão mais ousada. Vá tateando todo o tronco dele(a), lembrando-se de ir guardando a lembrança de todos os lugares onde as respostas foram mais sentidas.

Fase 4 – Mãos e boca em ação. Simultaneamente, explore o corpo dele(a), agora com a boca e com as mãos. O corpo de sua companhia pode ser um maravilhoso play ground, um verdadeiro parque de diversões, cabe a você descobrir onde os dois se divertem mais, sacou? Deixe se envolver nesse momento mágico, siga seus instintos mais primários, não fique pensando em outras coisas, afinal você quer dar e receber prazer, não é?

Contatos quentíssimos – A penetração

Para o homem – Entender o melhor momento para a penetração é de fundamental importância para um sexo de qualidade. Esteja certo que ela já está no ponto certo, ou seja, às vezes é até interessante deixar que ela peça a você que a penetre. Como você está antenado nos sinais dela, não vai ser difícil saber a hora exata. Isso é muito, mas muito estimulante, por isso, insinue, jogue.

Sexo é um jogo, aliás o melhor game que já experimentou jogar. Se você estiver com muito tesão, perigo! Você pode deixar sua parceira na mão. Dê um tempo nos amassos e, disfarçadamente, ganhe alguns momentos preciosos agradando sua parceira com um bom sexo oral, e quando sentir que ela está perto do orgasmo, faça a penetração. Para isso valem todas as dicas acima.

Para a mulher – Saber entender a quantas anda a excitação do companheiro também é muito importante. Numa dessas, a brincadeira acaba antes do final, entendeu? Muitos homens têm problemas com ejaculação precoce, principalmente em se tratando de uma primeira vez, ou ainda uma longa espera pode ter causado esse estado de ansiedade. Por isso é bom ficar ligadona nos sinais do companheiro. Às vezes, entrando no clima do parceiro pode se obter um excelente resultado. O bom mesmo é tomar a iniciativa nesses casos. A melhor posição para isso é aquela em que você fica por cima do corpo dele controlando, assim, todas as ações.
Agora, o mais legal mesmo é quando deu para vocês dois conversar sobre as preferências de cada um no sexo. Mas, muita calma! Isso pode vir a rolar mais satisfatoriamente nas próximas rodadas.

O depois...

Carinho, atenção e brincadeirinhas são bem-vindas, sempre. Nunca, em hipótese alguma, vire de lado e durma. O parceiro ou a parceira pode achar que você não aprovou o que rolou entre vocês, mesmo que esteja apenas cansada(o).
Não é muito legal ficar perguntando para seu parceiro(a) se ele gostou, se foi legal... coisas do gênero. A expressão de satisfação fica estampada na face, não dá para esconder.

Lembre-se: o sexo, numa analogia com o esporte, é um esporte coletivo, portanto necessita de treinamento, jogo-treino, entrosamento entre os jogadores, e muita prática, para que, então, se possa concluir se vale ou não a pena com determinada pessoa.

Ela ou ele: sempre tenham em mãos camisinhas, e nunca esqueçam de usá-las. É um ato de respeito à vida e ao companheiro(a). Sem camisinha não dá, sem camisinha não dê!

Direitos reservados – Autor: Aurelio Martuscelli – autorização de reprodução por qualquer meio, somente com solicitação por escrito e determinando o propósito da mesma.